Frequently Asked Questions

Perguntas e Respostas



"Relativity applies to physics, not ethics"
Albert Einstein


"Successful people ask better questions, and as a result, they get better answers".
Tony Robbins, American author (1960-)


Follow me on TwitterConnect with me on PlaxoConnect with me on LinkedInConnect with me on Facebook
About My FAQ

In this page, I offer introductory answers to frequently asked questions about my translation services. Links throughout the answers will guide you to further information on my website. For any further questions, please use my Contact Form.

Ah! The inevitable first question:

What are your fees?

Can you lower your fees? We'll send you more work...

About Myself

What are your qualifications as technical translator?

Are you a translation agency?

But, can you refer me to other translators?

About My Work

Subject expertise? What's that?

What about the quality of your work?

What are your primary specialization fields?

What do you NOT translate?

Is there anything else you DO NOT translate?

Wanna be part of our team for this huge translation job?

Can you translate my marriage certificate?

Can you translate something I can't translate?

About my Language

European Portuguese vs. Brazilian Portuguese

Editing, Glossaries and Other Special Requests

Do you do editing or proofreading?

But, I need the job finished for publishing...

Can you evaluate our new translator?

Do you compile or edit glossaries?

About My Tools

Do you use translation memory (TM) software?

Do you use machine translation (MT) programs?

Do you translate PowerPoint files?

My source document is in PDF format. Can you handle it?

How can I send you a huge file?

Keeping My Word

Do you (really) keep deadlines?

What can I (the Client) do about deadlines?

But, I am in a different time zone...

Keeping My Mouth Shut

Will you keep my documents confidential?

Illegal matters and copyrighted materials

Money, Money, Money...

What are your fees?

How much is 50 pages of a not-very-technical text?

For your translation I will pay you 5 denarii per word. OK?

I'm looking at your invoice. Did my original copy get bigger?

What are your Business Terms?

And, how can I pay you for your services?

How can I phone you, without costing me an arm and a leg?

About my Colleagues and Competitors...

I'm also a translator. Can I send you my CV?

Can you refer me to other translators?

I'm from a translation company. Can we offer our services?

Closing Arguments

What do you expect from your Clients?

I still have other questions...

Other questions not related to translation...

Sobre as minhas Perguntas e Respostas

Reuni nesta página as minhas respostas às perguntas mais frequentes sobre os meus serviços. Em alguns casos são sugeridas ligações para outras páginas do meu sítio. Para outras questões, utilize o meu Formulário de Contacto.

E a inevitável primeira pergunta é

Qual é o seu preço?

Pode reduzir os seus preços? Assim, temos mais trabalho...

Na primeira pessoa...

Quais são as suas qualificações como tradutor técnico?

V. é uma agência de tradução?

E pode indicar-me outros tradutores?

Sobre o meu trabalho

Especialização no assunto? O que é isso?

E sobre a qualidade do seu trabalho?

Quais são as suas principais especializações?

E que assuntos NÃO traduz?

E que mais NÃO traduz?

Quer fazer parte de um grupo p/ um projecto muito grande?

Pode traduzir a minha certidão de casamento?

Pode traduzir-me um texto que eu não posso traduzir?

Sobre a minha língua

Português Europeu vs. Português Brasileiro

Revisões, glossários e outros pedidos especiais

Faz revisões e edição de textos?

Mas, necessito do texto pronto para publicação...

Poderia avaliar o teste do nosso novo tradutor?

Faz compilação ou revisão de glossários?

As minhas ferramentas

Utiliza programas de memória de tradução (TM)?

Utiliza programas de tradução automática (MT)?

Traduz ficheiros PowerPoint?

O meu original é um ficheiro PDF. Pode trabalhar com ele?

Como lhe posso enviar um ficheiro muito grande?

Cumprir a palavra

V. cumpre (mesmo) os prazos acordados?

Como Cliente, o que posso eu fazer acerca de prazos?

Mas, eu vivo num fuso horário diferente...

Guardar segredo

Os meus documentos são mantidos confidenciais?

Materiais ilegais ou sob copyright

Vamos falar de dinheiro

Qual é o seu preço?

Quanto custam 50 páginas de um texto não muito técnico?

V. traduz e eu pago-lhe 5 denários por palavra. OK?

Estou a ver a sua factura. O meu texto original aumentou?

Quais são as suas Condições Gerais de Venda?

E, como lhe posso pagar os seus serviços?

Como lhe posso ligar, sem me custar os olhos da cara?

Os meus colegas e concorrentes

Também sou tradutor. Posso enviar-lhe o meu currículo?

Pode indicar-me outros tradutores?

Somos uma agência. Precisa dos nossos serviços?

Declarações finais

O que espera dos seus Clientes?

Ainda tenho outras questões...

Tenho outras questões não relacionadas com tradução...


The inevitable first question: What are my fees?

And what is your name? Where do you come from? And, what do you need translated and when? You see, translation is a service, not a commodity! Therefore, there is no such thing as an "off the shelf" price for the translation of your materials. I always prefer to see the whole document before I can quote for the job, so the best way to proceed is to send me the original text as an email attachment. Complex formatting or rush deadlines may entail additional cost. One important detail: If I cannot meet your deadline, I will not quote for the job. After all, you can't put a price tag on something that cannot be done!

Can you lower your fees? We'll send you more work...

Do you have any idea how many times I've heard that? "Lower your price now, and we'll send you more work in the future". In other words, you're asking me to make a firm commitment now, by lowering my fees, while you make no commitment at all to send me any work in the future... Come on! My fees reflect my education, my specialization and my experience of more than years in the translation business. And, if you cannot afford my fees, you should look elsewhere for a cheaper translator...

About my qualifications as technical translator

Actually, this is not a frequently asked question, but it should be. Either for me, or for any other Translator.

First and foremost, I am a Mechanical Engineer and a Certified Translator (CT) by the American Translators Association (English-Portuguese) and an Industry Expert Language Service Provider (LSP) by Common Sense Advisory. Then, since 1988, I have translated a wide range of technical and technical marketing materials into European Portuguese, including ads, brochures, catalogs, hardware/software documentation, company newsletters, installation, operation and maintenance manuals, press releases, slide presentations, video scripts and websites. I have translated on average 700,000 words per year. The subjects in these documents include mechanical and automotive engineering, engines, gear drives, heavy machinery and vehicles, high-tech medical instruments, hydraulic systems, machine and power tools, measurement and monitoring electronic instruments, motors, optical and surveying instruments, packaging, pumps, test equipment, turbines, military and defense equipment, quality assurance and many other technical fields. Some of my articles on terminology and style issues in technical translation have been published on the ATA Chronicle, the magazine of the American Translators Association, the Translating Today Magazine and Confluências - Scientific and Technical Translation e-Journal. I have also made numerous presentations at the ATA Annual Conferences and other translation conferences in other countries and I have been invited to address students of translation courses in Portugal about technical translation issues.

JRD Translations. Is that an agency?

No. JRD are just the initials of my name - João Roque Dias. I'm strictly an independent translator and I do not send my work to others. Never!

Why does a translator have to be a subject expert?  Words are words, aren't they?  And they're all in the dictionary anyway...

Well... What's a "bus driver"? Are we talking transportation, or electronics? Two different things, two different translations. That "rotor" in your publication on automobiles, is that in the ignition system or in the brakes? Same word in English, two different words in other languages. That "screen" in your text, is it something on which you watch pictures, or a grid that keeps dust out of your machinery? Same word in some languages, different words in others. You don't want someone who doesn't understand the subject choosing the wrong one. That text of yours on spectroscopy, with the phrase "a red shift phenomenon." You need your translator to know right off the bat whether "red" belongs with "shift" or "phenomenon." If it's misunderstood and mistranslated as a result, guess who's going to end up looking scientifically illiterate? What's a "diamond cutter?" A person who cuts diamonds, a tool for cutting diamonds, or a tool using diamonds as the cutting edge? You're in the diamond-edged cutting-tool business – how much time are you going to waste with people trying to order tools for cutting diamonds, because of an amateur and misleading translation? "Replace the filter" – what do you mean? "Put the same filter back in its original place" – replace in that sense? Or "Throw the old filter away and replace it with a new one?" Again, you need a translator who is not only familiar enough with the subject to know which "replace" is meant (or to realize that there is an ambiguity and to check with you, the client) but also who is sensitive enough to language to look for a word in the target language which doesn't have the ambiguity of the English "replace." And you certainly don't want the translator misunderstanding the relationships between the words when your copy says "We are crude oil importers," now do you?! (I couldn't have put it better myself, so I borrowed these wise words from Peter Wheeler, Antler Translation Services, USA).

About the quality of my work...

Of course, I can't rule out errors altogether, but, in my primary fields of specialization, I come fairly close to doing a flawless job.

What are my primary specialization fields?

Given my education as mechanical engineer and my professional background, I only undertake translation assignments for which I can turn out top-notch jobs. Like every true Translator, I feel extremely uncomfortable translating subjects on which I have no or very little knowledge. Please, browse through the Specialization Fields and References and Industries Served pages for a quick look about my specialty fields.

What kind of translations I DO NOT do?

Computers (software and hardware), localization of software, medicine, legal and arts and humanities, as well as any translations into English. Nuts and bolts (and virtually everything between the nut and the bolt head...) are my specialty!

Is there anything else I DO NOT translate?

Yes! Any translation job where price is put before quality and specialist knowledge of the subject matter!

Wanna be part of our team for this huge translation job?

I don't have a 'yes' or 'no' answer for this question! Before I make any firm commitment, I demand some clear information about the set-up of the project: for example, are all other translators in the team experts in the field (or you just selected most of them for their cheap prices, hoping to have one real expert to clean up their mess)? Is there a real style manual for the entire project? Do you have a real editor on hand? If not, think again: would you have your custom suit made by 5 different tailors, none of them responsible for the measuring, cutting or fittings?

So, you need your marriage certificate translated?

Or maybe you contacted me through a free email account (yahoo, hotmail, you name it)... Please, check the Yellow Pages and contact any of the independent translators or translation agencies listed there. I do not provide translation services to individuals.

Can I translate something you can't translate yourself?

So, here's the picture: You're a fellow translator and accepted a job from your client that is beyond your capacity, and now you need someone to get you off the hook. Or, in other words, you're acting like an agency without being an agency... I cannot help you with that. I translate only for companies and not for individuals.

Do I translate into Brazilian Portuguese or "localize" translations in Brazilian Portuguese into European Portuguese?

No! I work exclusively with/into European Portuguese. The Portuguese and Brazilian versions of the language are quite different in terms of terminology, syntax and usage. In some instances, they are like different languages, since texts can only be clearly understood either in Portugal or in Brazil. Texts for Portugal (and other Portuguese-speaking countries) should ONLY be trusted to native Portuguese translators (or from those countries), and texts for the Brazilian market should be translated by Brazilian translators. Text "localization" or "editing" between both versions (to slash costs...) should be AVOIDED. And, if you think that any orthographic agreement between Portugal and Brazil will enable a Brazilian text to be read fluently in Portugal (and vice versa), you're wrong! More information about this issue.

Do I offer editing and proofreading services?

Given my usual workload in translation and because my Clients are kind enough to keep a constant flow of work into my mailbox, I DO NOT provide editing and proofreading work, especially for non-established Clients.

But, can I arrange for my work to be delivered fully edited/proofread?

Yes, I can and I will gladly assist you in doing so. Over the years, I have developed very close relationships with other translators/proofreaders, accustomed to working with my jobs. This partnership has always yielded excellent results. One more thing: you, the Client, will have full discretion over the contractual dealings with the editor/proofreader. Not me.

Can I evaluate your translation or your new translator?

No! I do not provide any analysis, revision and quality check services for the purpose of testing the proficiency or work of other fellow translators.

Do I offer glossary compilation/editing services?

For some highly technical translation jobs, glossaries are the cookbook for the whole assignment and the true difference between a good and a bad translation. And, as I like to sell the cake, not the recipe, please don't ask me to compile (or edit) glossaries for jobs that I will not translate. Some of my Glossaries are available for purchase.

Do I use translation memory (TM) programs?

Yes, I do. Given its wide acceptance in the translation world, I've selected SDL TRADOS as my TM tool. I can create and develop my own translation memories or work with client-furnished memories. Also, please, don't ask me to work with other TM (or I would end up using more than a dozen...), because a good TM (like TRADOS) is more than enough...

Do I use machine translation (MT) programs to do my translation work?

No! You want your translation to make sense, right?

Do I translate PowerPoint files?

Yes, I do! Over the years I have developed quite an expert knowledge in handling and processing PowerPoint files (more than 7,000 slides translated so far). My fee for translating these files includes the rearrangement of the slide layout (which is a mess, after the translation of the text boxes...) and the translation of the notes.

Can I handle your source document in PDF format?

Yes, I can. Probably, you want me to convert the text within your PDF file into a file that can be processed by MS Word® or TRADOS®. Such conversion can be done with reasonable results (i.e., the resulting text will look quite similar to the original text within PDF), but some significant differences may also derive from the conversion, and you may have to rearrange the copy layout of my translation. Also, for some documents, I may have to spend a significant amount of time after the raw conversion, to render the output copy adequate for translation. Should this be the case, you may have to pay for such time. The best way is always to send me a Word (DOC) or RTF file.

So, you want to send me a huge file...

I'm sure I can handle it! My primary email mailbox can hold 1 GB of data! I also have other back-up email mailboxes with unlimited capacity. I can also retrieve you data by FTP from your server, or you can upload/download your documents from my FTP server. You may also find this information useful. Contact me for details about my email accounts.

Do I really keep deadlines?

In one word: YES! As an engineer, I fully understand the time requirements of the industrial and corporate worlds. If I cannot meet your deadline or if you cannot match your Client's requirements with my schedule, then I will not take the job. I could also tell you that I've NEVER missed a deadline, but why should you take my word for it?...

And, what can you, the Client, do about deadlines?

Just understand that my specialty work tends to lead to fairly large jobs, which will keep me busy for days (or even weeks...) in a row. I can even work on weekends and do what I can to deliver a superb result under pressure. But there are limits. So please schedule enough time for my work, and always check my availability before sending any file to be translated. After all, chances are that you, too, will need a fairly large job translated.

So, you live in a different time zone...

That's all right! I will not wake you up in the middle of (your) night! Sometimes, living in a different time zone can be an advantage, because I can get a little more time to work on your job (if you are in a time zone ahead of me, i.e., to the west of Lisbon). With voicemail service in all my phones (blocked callers are automatically rejected...) and my fax connected to a dedicated line, I am virtually always available. And, of course, my website and mailbox are open 24/7, year round... You may also check my Time Center.

What is my policy on confidentiality?

Any job is kept strictly confidential. Period. Sensitive jobs are kept under lock and key with strong-encryption storage or in a high security safe (outside of my office premises) and unused or obsolete documents are destroyed using a high-security shredder. I can also sign a reasonable confidentiality agreement (see my Confidentiality Statement and my Business Terms), prior to starting the first job for a new Client.

About the translation of illegal matters and copyrighted materials

I reserve the right to refuse the translation of any matter which, in my sole opinion, is or may be of an illegal or libelous nature. Where copyright exists in texts to be translated, the Client warrants that it has obtained all consents necessary for such translation to be made. I shall be indemnified by the Client in respect of any claims, proceedings, costs and expenses arising out of any libelous matter printed for the Client, or any infringement of copyright, patent or design or third party right. See also my Business Terms.

How much is 50 pages of a not-very-technical text?

Translation prices range from 1 to 10, and while high prices do not necessarily guarantee high quality, we respectfully submit that below a certain level you are unlikely to receive a text that does credit to your company and its products.
– Excerpt from "Translation - Getting It Right"

I understand you may wish to obtain a quotation on a job before you send me a firm order. But I can't answer questions like the above by phone or email, unless you tell me how many characters (including blank spaces) there are in your document. At any rate, I prefer to see the whole document before I can quote for the job, so the best way to proceed is to send me the original text as an email attachment. I'll respond quickly with a cost and turnaround time estimate.

You have a job for me to translate and you'll pay me 5 denarii* a word...

Would you say that to any other professional? Like your lawyer, your dentist, the architect for your new house? Or – as I bet you would – you'd describe your needs to him/her and, then, ask how much he/she would charge for the service? That's exactly what you should do with me (or with any other translator, for that matter...): tell me what you need, and when, and I will tell how much you should pay for my services. Then, it's entirely up to you to accept, or reject, my terms. *Denarii (sing. denarius), an old Roman currency unit.

So, you're wondering whether your original copy got bigger, i.e., with more words?

When you translate from English to another language, there are almost always more words in the other language. English is extremely compact. For example, a sentence translated into European Portuguese will expand by perhaps 15 to 25 %. Of course, these figures are educated guesses: the subject and style of the material has a profound effect upon its expandability. Why does this matter? If you have a certain layout in the English document you want to duplicate, you will have to account for the expansion factor. One good approach is to start with a generous amount of white space in English, which will be correspondingly diminished in the translated version. Other approaches are to reduce margins and font sizes, steal white space from column gutters and graphical elements, or, as a last resort, expand the amount of paper used. Expansion is also a factor in pricing. I price my translation work per target word – that is, by the output unit.

About my Business Terms...

While I am not a Fortune 500 or a multinational company, I still have my own Business Terms. These are basic rules that you, the Client, and I, your Translator, should bear in mind whenever we deal with each other. And, no, my Business Terms are not engraved in stone and I can accept my Client's terms, provided they are fair and square for us both.

And, how can you pay me for my services?

Besides payment by check or wire transfer, you may also settle my invoices online with your credit or debit card, using the PayPal or moneybookers systems. Rule no. 1: Your payment deadline should be as strict as my delivery deadline. Usually, I request payment within 30 days from the date of my invoice, unless we specifically agreed otherwise. And, if you're from a translation agency, please, DO NOT ask me to be paid AFTER you get paid by your Client. Please, understand that I have no control over such payment and that I do not share the risk (or the profit...) of your business.

How can you phone me, without costing you an arm
and a leg?

Besides calling my regular phone numbers in Portugal (landline and mobile), you call also call my US permanent number or via Skype. And, when I am in the United States (as announced in my Availability page), you can also call my T-Mobile cell phone. View my Contacts page for details.

So, you're a translator and want to send me your CV?

Please, don't! I do not act as an agency for other fellow translators, and I do not farm out any of my work. 'JRD Translations' is just one person, João Roque Dias, working as a sole trader. As such, there are no employees and that is not likely to change. There are no employment opportunities with JRD Translations!

Can I refer you to other fellow Translators?

Yes, if you're an established Client or if your requirements are very specific to a particular fellow translator. I do not subcontract translation work, nor charge referral fees or commissions. If I cannot accept a translation assignment, I will make every effort to refer you to a qualified colleague. For translation services into European Portuguese, please meet the European Portuguese Translators Network. For other languages, visit my Translator Colleagues page.

You're from a translation company and you want to offer me your services?

Please, don't. You'd be wasting both our time and polluting the Internet. I do not subcontract my work and I do not serve as an agency either for companies or for other freelance translators.

What do I expect from my Clients?

There is something unique about every company and organization – the people, the products, the service, and the materials to be translated. It's never the same. I recognize that. Therefore, from each of my Clients I expect everything they should expect from me, as the person to whom they have trusted their translation work and their reputation in the marketplace. In brief: a professional and trustworthy relationship, with strict respect for each other's interests and expectations.

Do you have any other concerns or questions that were not addressed above?

Please, contact me. I am only a phone call or email away!

Do you have other questions or proposals not related to translation?

Please, contact one of my assistants extraordinaires.

Scan my contacts into your smartphone
Need a (good) QR Code reader?
Visit my Scan Page with your smartphone

A inevitável primeira pergunta: qual é o meu preço?

E como se chama? De onde vem? Que documento precisa de traduzir e quando? É que a tradução é um serviço e não uma mercadoria! Por esta razão, não existe um preço de tabela para a tradução dos seus documentos. Por isso, tenho sempre que ter acesso ao documento completo, de modo a poder preparar um orçamento rigoroso. O melhor é enviar-me o documento por correio electrónico. A formatação complexa de documentos ou os prazos muito curtos poderão implicar custos adicionais. Um pormenor importante: se não puder respeitar o prazo de entrega solicitado, não lhe enviarei qualquer orçamento para o trabalho. Afinal, o que não pode ser feito, também não tem preço!

Pode reduzir os seus preços? Assim, temos mais trabalho...

Faz ideia de quantas vezes já me fizeram promessas destas? "Baixe os seus preços agora, que, no futuro, vamos ter mais trabalho". Por outras palavras, V. pede-me para me comprometer, hoje, reduzindo os meus preços, sem qualquer compromisso da sua parte de me enviar mais trabalho no futuro... Não, obrigado! Os meus honorários reflectem a minha formação, a minha especialização e a minha experiência em tradução de mais de anos. E, se não puder pagar os meus serviços, poderá sempre encontrar tradutores mais baratos...

Sobre as minhas qualificações como tradutor técnico

Esta não é uma pergunta frequente, mas deveria ser. Para mim, ou para qualquer outro Tradutor.

Em primeiro lugar, sou engenheiro mecânico e tradutor certificado (CT) pela Associação Americana de Tradutores (Inglês-Português) e Industry Expert Language Service Provider (LSP) pela Common Sense Advisory. Desde 1988, tenho traduzido uma grande variedade de documentos técnicos e técnico-comerciais para Português Europeu, incluindo textos publicitários, brochuras, catálogos, documentação de equipamento e sistemas de controlo, boletins informativos de empresas, manuais de operação e manutenção, comunicados de imprensa, guiões de vídeos, apresentações multimédia e sítios Web. Em média, traduzo cerca de 700 000 palavras por ano. Os assuntos destes documentos incluem a engenharia mecânica e automóvel, os motores térmicos e transmissões, o equipamento pesado de construção e agrícola, a instrumentação e equipamento médicos de alta tecnologia, as máquinas-ferramentas e ferramentas manuais e eléctricas, o equipamento de medição e controlo, o equipamento eléctrico, os instrumentos ópticos e de topografia, a tipografia e embalagem, as bombas, o equipamento de ensaios, as turbinas, o equipamento militar e de defesa, documentação sobre garantia da qualidade e muitos outros assuntos técnicos e de engenharia. Alguns dos meus artigos sobre terminologia e tradução técnica foram publicados na ATA Chronicle, a revista da Associação Americana de Tradutores, no Translating Today Magazine e na Confluências - Revista de Tradução Científica e Técnica. Fiz ainda numerosas apresentações nas conferências anuais da ATA e em diversas reuniões de tradutores noutros países, assim como em escolas de tradução em Portugal, onde tenho sido convidado a falar sobre assuntos relacionados com a tradução técnica.

JRD é uma agência de tradução?

Não. JRD são apenas as iniciais do meu nome: João Roque Dias. A minha actividade de tradutor é efectuada estritamente como profissional independente. Nenhum dos meus trabalhos é enviado para terceiros. Nunca!

Por que deve o tradutor ser um especialista nos assuntos que traduz? Palavras são palavras. E, afinal, há dicionários para tudo...

Bom... O que é um "bus driver"? Estamos a falar de veículos automóveis ("condutor" ou "motorista") ou de electrónica ("circuito de comando")? Duas coisas diferentes, dois significados diferentes. E o "rotor" que aparece numa brochura de acessórios para automóveis é do sistema de ignição ("rotor") ou dos travões ("disco")? A mesma palavra em inglês, mas duas traduções diferentes em português. E um "screen" serve para ver imagens ("ecrã") ou é uma grelha para reter as poeiras ("painel filtrante")? A mesma palavra em algumas línguas, mas diferentes palavras em outras. Os clientes de tradução não desejam certamente que alguém que desconheça o assunto da sua actividade acabe por escolher as palavras ou os conceitos errados. Como num texto científico sobre espectroscopia, com a frase "a red shift phenomenon". O tradutor deve saber, sem pestanejar, se "red" se refere a "shift" ou a "phenomenon". Se não souber e traduzir mal esta frase, quem é que vai parecer um analfabeto científico? E, o que é um "diamond cutter"? Uma pessoa que corta diamantes (um "lapidador"), uma "ferramenta para cortar diamantes" ou uma "ferramenta com diamantes nos gumes de corte"? Se uma empresa vender ferramentas de corte diamantadas, quanto tempo irá perder a atender pessoas que querem comprar ferramentas para cortar diamantes, tudo por causa de uma tradução feita por um amador? "Replace the filter" – o que quer isto dizer? "Montar o mesmo filtro no mesmo sítio" – "replace" com este significado? Ou será "deitar fora o filtro usado e substituí-lo por outro novo"? Mais uma vez, o tradutor deverá conhecer o assunto suficientemente bem para saber o significado exacto do verbo "replace" (ou chamar a atenção do cliente para qualquer ambiguidade no texto de partida), mas ter também a sensibilidade para procurar a palavra exacta em português, que não tenha a ambiguidade da palavra inglesa "replace". E, nenhum cliente desejará que o tradutor confunda as relações entre as palavras do seu texto, quando a frase for "We are crude oil importers". Não é? (Eu não diria melhor, pelo que pedi emprestadas estas sábias palavras de Peter Wheeler da Antler Translation Services, EUA).

Sobre a qualidade do meu trabalho...

Claro que não posso prometer a ausência absoluta de erros nos meus trabalhos, mas nas minhas principais especializações, tenho quase a certeza de poder apresentar traduções perfeitas.

Quais são as minhas especializações?

Devido à minha formação académica em engenharia mecânica e à minha experiência profissional, apenas aceito trabalhos para os quais os meus conhecimentos possam traduzir-se numa excelente qualidade final. Como todos os verdadeiros Tradutores, sinto-me muito pouco à vontade a traduzir assuntos de que nada (ou pouco...) sei. Veja as minhas Especializações e Referências e as Indústrias Servidas pelas minhas traduções.

E que tipo de tradução NÃO faço?

Informática (software e hardware), "localização" de  software, medicina, documentos jurídicos e artes e humanidades, assim como quaisquer traduções para inglês.  Verdadeiramente, é com "porcas e parafusos" que eu me sinto bem!

E que mais eu NÃO traduzo?

Qualquer trabalho em que o preço seja colocado à frente da qualidade ou do conhecimento especializado do assunto a traduzir!

Quer fazer parte de um grupo para um projecto de tradução muito grande?

Normalmente, não tenho uma resposta de 'sim' ou 'não' para esta pergunta. Antes de qualquer compromisso da minha parte, exijo informações claras sobre a gestão do projecto: por exemplo, todos os outros tradutores da equipa são verdadeiramente especialistas na área do projecto (ou foram apenas escolhidos por serem 'baratos', na esperança de, depois, haver um verdadeiro especialista para corrigir o trabalho dos demais)? Foi criado um manual de estilo para o projecto? Já foi seleccionado um revisor verdadeiramente profissional? Se não, pense novamente: gostaria que o seu fato por medida fosse feito por 5 alfaiates, nenhum deles responsável pelas medidas, pelo corte ou pelas provas?

Necessita de traduzir a sua certidão de casamento ou a sua tese de mestrado?

Ou, talvez o seu contacto tenha sido feito através de uma conta de correio electrónico gratuita (yahoo ou hotmail)... Consulte, por favor, as Páginas Amarelas e contacte um tradutor independente ou uma agência de tradução que preste esse tipo de trabalhos. Pessoalmente, não presto serviços de tradução a particulares.

Posso traduzir um texto que V. não pode traduzir?

Ou seja, V. aceitou um trabalho que, afinal, não sabe fazer e procura alguém que lhe resolva o "problema". Ou dito de outra forma: está a actuar como agência, sem ser uma agência... Não poderei ajudá-lo(a) a resolver o seu problema. Presto serviços apenas para empresas e não para indivíduos.

Traduzo para português brasileiro ou faço "adaptações" de traduções brasileiras para português europeu?

Não! Traduzo apenas para português europeu. As versões do português europeu e brasileiro são bastante diferentes quanto a terminologia, sintaxe e uso da língua. Em alguns casos, ambas as versões são, realmente, línguas diferentes, já que os textos apenas podem ser compreendidos claramente em Portugal ou no Brasil. Os textos destinados a Portugal (ou aos países de Língua Oficial Portuguesa) devem ser confiados a tradutores portugueses (ou a tradutores dos respectivos países de destino) e os textos destinados ao Brasil devem ser traduzidos por tradutores brasileiros. As adaptações entre as duas versões da língua (para reduzir custos...) devem ser EVITADAS. E se pensar que qualquer acordo ortográfico entre Portugal e o Brasil irá permitir que um texto brasileiro pode ser lido fluentemente em Portugal (ou vice versa), está muito enganado! Veja mais informações sobre este assunto.

Faço trabalhos de edição ou revisão técnica?

Devido à minha carga de trabalho normal (os meus clientes mantêm um fluxo de trabalho constante para a minha caixa de correio), não faço trabalhos de revisão (técnica ou linguística), especialmente para Clientes não estabelecidos.

Posso entregar o meu trabalho revisto e pronto para composição ou entrega final?

Sim e terei todo o gosto em auxiliar os meus Clientes nestes casos. Ao longo dos anos, estabeleci excelentes relações profissionais com outros reputados tradutores e revisores, já habituados a trabalhar com as minhas traduções. Nota: será sempre o Cliente (e nunca eu) a manter o controlo total sobre as condições contratuais (prazo, preço e pagamento) com o revisor.

Posso avaliar as suas traduções ou os seus tradutores?

Não! Não presto quaisquer serviços de análise, revisão ou verificação da qualidade de traduções para teste do nível de proficiência ou qualidade de outros tradutores.

Faço compilação ou revisão de glossários?

Para alguns trabalhos de tradução mais especializados, os glossários constituem verdadeiras receitas e a verdadeira diferença entre uma boa e uma má tradução. E como gosto de vender o bolo e não a receita, não me peça para compilar (ou rever) glossários para trabalhos em que eu não esteja envolvido como tradutor. Alguns dos meus glossários estão disponíveis para compra.

Utilizo programas de memória de tradução (TM)?

Utilizo o SDL TRADOS, devido à sua  ampla aceitação no mundo da tradução. Posso criar as minhas próprias memórias de tradução ou trabalhar com memórias fornecidas pelos clientes. E não me peça para usar outras memórias de tradução (senão, acabaria por usar mais de uma dúzia...), porque uma boa TM (como o TRADOS) é mais do que suficiente...

Utilizo programas de tradução automática (MT) para fazer o meu trabalho?

Não!

Traduzo ficheiros PowerPoint?

Sim! Há já alguns anos que adquiri uma verdadeira especialização na tradução de ficheiros PowerPoint (mais de 7000 diapositivos, até agora). O meu preço para a tradução destes ficheiros inclui o rearranjo dos diapositivos (já viu o seu aspecto, depois da tradução das caixas de texto?) e a tradução das notas.

Posso trabalhar com o seu original em formato PDF?

Claro! Provavelmente, o que pretende é que o texto do ficheiro PDF seja convertido para um formato que permita o processamento do ficheiro em MS Word® ou TRADOS®. Essa conversão pode ser efectuada com resultados razoáveis através de programas especializados (o texto resultante da conversão será muito semelhante ao texto original do ficheiro PDF), mas podem também surgir diferenças significativas, o que obrigará o cliente a rearranjar o texto traduzido. Em alguns documentos, poderei também ter que despender um tempo significativo a "arranjar" e "corrigir" o texto resultante da conversão, de modo a permitir a sua tradução. Nestes casos, o tempo consumido nesta tarefa pré-tradução será adicionado à minha nota de honorários. A melhor solução é enviar-me sempre os textos a ser traduzidos em formato Word (DOC) ou RTF.

Como me pode enviar um ficheiro muito grande?

Por correio electrónico! A minha caixa de correio primária pode conter 1 GB de dados. E tenho ainda outras caixas de correio (secundárias), com capacidade ilimitada. Posso ainda importar os ficheiros de trabalho do seu servidor através de FTP, ou V. pode importar ou exportar os ficheiros através do meu servidor FTP. Veja também esta útil informação sobre o envio de grandes ficheiros. Contacte-me para mais informações.

Cumpro (mesmo...) os prazos acordados?

Numa palavra: SIM! Como engenheiro, conheço perfeitamente as exigências e necessidades das empresas industriais. Assim, nunca aceito um trabalho, se não puder cumprir o prazo solicitado ou se o Cliente não puder adaptar as suas exigências à minha programação. Poderia ainda dizer-lhe que NUNCA deixei de cumprir um prazo previamente acordado, mas não tem que acreditar, só por ser eu a dizer-lhe!...

E o que pode Você, o Cliente, fazer sobre o cumprimento de prazos?

Tenha em atenção que a minha especialização tende a produzir trabalhos relativamente volumosos, mantendo-me ocupado durante vários dias (ou semanas...). Poderei até trabalhar ao fim-de-semana e fazer tudo o que possa para lhe entregar um trabalho perfeito, mesmo com a maior das urgências. Mas há limites. Assim, programe o seu projecto com tempo suficiente para eu poder fazer o meu trabalho, e verifique sempre a minha disponibilidade, antes de me enviar qualquer documento para tradução. Afinal, há muitas possibilidades de o seu trabalho me ir também manter ocupado durante alguns dias (ou semanas).

Então, V. vive num fuso horário diferente...

Muito bem! Prometo não o(a) acordar a meio da (sua) noite! Por vezes, viver num fuso horário diferente pode ser uma vantagem, já que disponho de mais algum tempo para trabalhar no seu projecto (claro, se V. estiver num fuso horário a oeste de Lisboa). Com gravador de chamadas em todos os meus telefones (com rejeição automática de chamadas não identificadas...) e o meu fax ligado a uma linha dedicada, estou praticamente sempre contactável. E, claro, o meu sítio Web e a minha caixa de correio estão abertos 24/24h, todos os dias do ano... Veja também o meu Centro Horário.

Qual é a minha política de confidencialidade?

Todos os trabalhos são mantidos absolutamente confidenciais. Os ficheiros mais sensíveis são armazenados com métodos de cifra de alta segurança ou guardados em cofre (fora do escritório) e os documentos não utilizados ou obsoletos são eliminados através de um destruidor de papéis de alta segurança. Antes do início do primeiro trabalho para um Cliente posso também assinar uma declaração de confidencialidade, desde que redigida em termos razoáveis (veja a minha Declaração de Confidencialidade e as minhas Condições Gerais de Venda).

Sobre a tradução de materiais ilegais ou sob copyright

Reservo-me o direito de recusar a tradução de materiais que, na minha exclusiva opinião, sejam ou possam ser de natureza ilegal ou difamatória. Relativamente aos textos sob copyright, o Cliente deve garantir a obtenção prévia de todas as autorizações para a sua tradução. Reservo-me ainda o direito de ser indemnizado relativamente a quaisquer demandas ou processos jurídicos, custos e despesas emergentes de quaisquer matérias difamatórias divulgadas em nome do Cliente, ou de quaisquer violações de copyright, patente ou desenho, ou de quaisquer outros direitos de terceiros. Veja também as minhas Condições Gerais de Venda.

Quanto custa a tradução de 50 páginas de texto "não muito técnico"?

Os preços da tradução podem variar entre 1 e 10, e, apesar de os preços mais elevados não representarem necessariamente uma garantia de alta qualidade, somos da opinião de que, abaixo de um determinado nível, é altamente improvável que o cliente receba um texto que faça justiça à sua empresa e aos seus produtos.
– Excerto da brochura "Translation - Getting It Right"

Compreendo perfeitamente que deseje obter uma proposta para um trabalho, antes de me enviar a sua encomenda. No entanto, deve compreender que não posso responder (por telefone ou correio electrónico) a perguntas como a anterior, sem, pelo menos, me dizer quantos caracteres (incluindo os espaços em branco) existem no seu documento. De qualquer modo, prefiro sempre ter acesso ao documento completo, de modo a poder preparar um orçamento rigoroso. O melhor é enviar-me o documento por correio electrónico. Responderei rapidamente com uma proposta de preço e uma estimativa de prazo de entrega.

V. tem um documento para eu traduzir e quer pagar-me 5 denários* por palavra...

Falaria assim com qualquer outro profissional? Como, por exemplo, o seu advogado, o seu dentista ou o arquitecto da sua nova casa? Ou – como tenho a certeza – começava por descrever as suas necessidades e perguntava depois quanto iriam custar os seus serviços? Comigo (e com qualquer outro tradutor) deve fazer absolutamente o mesmo: diga-me o que tem para traduzir e para quando necessita a tradução e eu terei todo o gosto em lhe dizer quanto irão custar os meus serviços. Depois, tem todo o direito de aceitar ou rejeitar a minha proposta. (*Denário, antiga unidade monetária romana).

Está a ver a minha factura e tem dúvidas se o seu texto original em inglês aumentou de tamanho?

A tradução de inglês para outra língua conduz, normalmente, a um aumento do número de palavras no texto de chegada (português europeu). O inglês é uma língua extremamente compacta. Por exemplo, uma frase traduzida do inglês para o português europeu poderá aumentar (em número de palavras) cerca de 15 a 25 %. Estes números são estimativas gerais: o assunto e o estilo do texto têm uma profunda influência na taxa de expansão. Se o 'layout' de um documento em inglês tiver que ser duplicado com texto em português, o factor de expansão deve ser tido em consideração. Um bom método é começar com uma boa quantidade de espaço em branco no documento em inglês, que será depois diminuído na versão traduzida (em português). Outros métodos possíveis: reduzir as margens do documento e o corpo dos tipos, "roubar" espaço em branco aos separadores das colunas de texto e aos elementos gráficos e, como último recurso, aumentar o número de páginas. Claro que a taxa de expansão é também um factor a considerar aquando da elaboração da minha nota de honorários. As minhas tabelas de honorários são baseadas no preço por palavra no texto de chegada — ou seja, no número de palavras do texto em português.

Sobre as minhas Condições Gerais de Venda...

Apesar de não ser uma empresa multinacional ou estar incluído na lista Fortune 500, tenho as minhas próprias Condições Gerais de Venda. São, em resumo, algumas regras básicas que os meus Clientes e eu próprio devemos ter em consideração no nosso relacionamento mútuo. As minhas Condições Gerais de Venda não estão gravadas a fogo e posso aceitar as condições dos meus Clientes, desde que redigidas em termos justos para ambas as partes.

Como me pode pagar os meus serviços?

Para além de pagamento por cheque ou transferência bancária, pode também efectuar o pagamento on-line com cartão de crédito ou débito, através dos sistema PayPal ou moneybookers. Regra n.º 1: o prazo para o seu pagamento deve ser tão sagrado como é para mim o prazo de entrega dos seus trabalhos. Os pagamentos devem ser efectuados dentro de 30 dias após a data da minha Nota de Honorários, excepto se tivermos acordado quaisquer outras condições. E se for de uma agência de tradução, por favor NÃO me peça para me pagar apenas APÓS o pagamento do seu Cliente: não tenho qualquer controlo sobre tal pagamento e não devo assumir o risco (ou receber os lucros...) da sua actividade ou negócio.

Como me pode telefonar, sem ter que pagar os olhos da cara?

Para além dos meus números de telefone fixo e móvel, pode também ligar-me para o meu número permanente nos Estados Unidos ou grátis via Skype. Se eu estiver nos EUA (conforme anunciado na página Disponibilidade), pode também ligar-me para o meu número T-Mobile. Para mais informações, veja a minha página de Contactos.

OK. V. é tradutor e quer enviar-me o seu currículo?

Por favor, não envie! Não faço qualquer trabalho de agência para outros colegas tradutores, nem subcontrato nenhum do meu trabalho. 'JRD Translations' é apenas uma pessoa, João Roque Dias, responsável pela sua actividade. Não tenho empregados e este facto dificilmente será alterado. Não existem oportunidades de emprego na JRD Translations!

Posso indicar outros Tradutores aos meus Clientes?

Sim, mas apenas para Clientes já estabelecidos ou se as suas necessidades específicas puderem apenas ser satisfeitas por colegas com qualificações apropriadas. Não subcontrato o meu trabalho, nem cobro comissões pela indicação de outros colegas. Se não puder aceitar qualquer trabalho, farei todos os esforços para encaminhar o meu cliente para um colega qualificado. Para tradução para Português Europeu, conheça a Rede de Tradutores de Português Europeu. Para outras línguas, visite a minha página de Colegas Tradutores.

V. é de uma agência e quer oferecer-me os V. serviços...

Estaria a desperdiçar o seu e o meu tempo e a ocupar a Internet em vão. Não subcontrato os meus serviços e não actuo como agência para empresas ou para outros tradutores.

O que eu espero dos meus Clientes?

Todas as empresas e organizações são únicas – nas pessoas, nos produtos, no serviço que prestam e nos materiais que têm para traduzir. Nada é igual e eu respeito perfeitamente a sua unicidade. Assim, espero dos meus Clientes tudo o que estes devem esperar de mim, como a pessoa a quem confiaram a sua tradução e a sua reputação no mercado. Em duas palavras: uma relação profissional e de confiança, baseada no estrito respeito pelos interesses e expectativas de ambas as partes.

Ainda tem outras questões sobre tradução?

Por favor, contacte-me. Estou à distância de um telefonema ou de um email.

Tem outras questões ou propostas não relacionadas com tradução?

Por favor, contacte uma das minhas assistentes.


My FAQ are also available for download in PDF format:in English andem português

Specializations

Contacts

FAQ

JRD Store

Newsletter

Site Map

Privacy

Copyright© 1999 João Roque Dias   •   Technical Translator   •   Tradutor Técnico   •   Last updated: 28 Nov 2014 11:09 CST